Feltro Artesanal

Feltro Artesanal

» .

O feltro mais conhecido pela maior parte das pessoas é o feltro industrial, aquele que é mais recente e que é feito recorrendo à ajuda de máquinas. Ele é normalmente utilizado na forma de um tecido.
O que vos falo aqui é o feltro artesanal, aquele que embora muito mais antigo não é tão conhecido nos nossos dias.

» O feltro artesanal

> Textil não tecido feito à mão, sem recorrer a máquinas,

> Resultado da transformação de pedaços de fibras de lã num textil.

E então o que é isso do feltro artesanal?
O feltro é um textil ou uma “tela” não tecida, que não é produzido da forma normal de se produzir um tecido num tear, e é chamado de artesanal pela forma como é executado – à mão, de forma artesanal.
A feltragem – o processo de fazer feltro – é no fundo a a transformação mágica de pedaços de fibras de lãs numa durável e fascinante tela não tecida e é a mais velha forma conhecida de fazer um textil.

» Origem do feltro

> Pensa-se que apareceu na Ásia aprox. em 600 A.C. com os povos nómadas.

Pensa-se que o feltro terá tido origem na Ásia (vestígios arqueológicos foram encontrados nesta zona e datam de 600 A.C.) mas diz-se que o homem já conhecia a fabricação do feltro muito antes desta data. Desde essa altura que o feltro é utilizado como forma de protecção ou decoração – desde roupa, mantas e tapetes, até as tendas dos nómadas asiáticos.

Há algumas lendas sobre a origem do feltro.
Fica a referência a uma que acho engraçada e que acontece na Arca de Noé.
Num espaço pequeno com vários animais, entre os quais ovelhas, o calor fazia os ditos animais perderem a lã. Com a acção da urina sobre a lã e os pelos caidos e pela fricção das patas dos animais em cima da mesma o resultado foi um grosso tapete que cobria o chão da arca. Esta lenda explica em breves palavras o processo da feltragem.

» Material com que é feito o feltro

> Lã pura (sem qualquer adição de outros materiais) nas formas cardada e/ou penteada.

Conforme então já foi referido o feltro é feito com lã, lã pura (normalmente de Merino).
E a lã pode ser utilizada em 2 formas consoante os 2 processos de feltragem:
Lã cardada e lã penteada.
Cardada – lã apresentada em manta, de aspecto irregular e normalmente áspera ao toque.
Penteada – lã apresentada em mecha, de aspecto mais regular e certo e macia ao toque.

» Como é feito o feltro ?

> Fricção, pressão e condensação das fibras.

O feltro é produzido pela pressão das fibras que o compõem, condensando-as. São as fibras amontoadas e condensadas que dão a estrutura ao feltro.
O feltro pode ter qualquer cor e pode ser feito em qualquer forma ou tamanho. Há tipos de feltro mais ou menos macios, mais ou menos resistentes.

» Técnicas ou processos utilizados na feltragem artesanal

> “Needle felting” – feltro seco com a técnica da “agulha”,

> “Wet felting” – feltro molhado com a técnica de “água e sabão”.

“Neddle felting” – feltro seco com a técnica da “agulha”
O feltro pode ser obtido através de um processo a que podemos chamar de “feltro seco”. Neste processo utiliza-se a feltragem com agulha – uma agulha especial para o efeito e que contém uma série de ranhuras. Ao contrário das agulhas conhecidas esta não serve para coser nem fazer laçadas de linha ou lã. A agulha utiliza-se picando as fibras de lã, arrastando-as e pressionando-as umas contra as outras e ligando-as dessa forma, entrelaçando-as.
> normalmente utiliza-se a lã cardada nesta técnica porque a sua forma irregular proporciona um melhor e mais rápido entrelaçar das fibras e do seu aglomerar. É boa para fazer elementos decorativos e de grande pormenor, como bonecos, e que não tenham uso directo sobre a pele.

“Wet felting” – feltro molhado com a técnica de “água e sabão”
O outro processos utilizado para fazer o feltro é o chamado, em oposição ao “feltro seco”, de “feltro molhado”, onde a fibra natural da lã é estimulada pela fricção e lubrificada pela humidade da água e pelo sabão (normalmente sabão de azeite puro). No processo de feltragem só aproximadamente 5% das fibras recebem a fricção a todo o momento, daí o processo ser contínuo e algo demorado para se atingir por este processo toda a matéria.
>> um exemplo - uma das formas de fazer feltro molhado é colocando uma peça de lã na máquina de lavar a uma alta temperatura – as fibras juntam-se quando combinadas com o movimento da máquina, com o calor e a humidade da água e com a adição do sabão. Daí que a roupa de lã deva ser lavada à mão ou na máquina em água fria senão corre-se o risco de a feltrar.
> normalmente utiliza-se a lã penteada para esta técnica pela disposição das fibras e por as fibras serem mais lisas e compridas. Como também é mais macia é boa para utilizar em elementos que estejam em contacto com a pele.

» Tipos de trabalhos que podem ser feitos

> Roupa e chapéus,

> Acessórios e ornamentos de uso pessoal – bijutaria, cachecois,

> Decoração e artigos de casa - mantas e tapetes, várias peças artísticas e decorativas.

Este processo muito antigo é uma actividade centenária em toda a Europa e é hoje em dia utilizado por muitos artesãos/artistas/designers em trabalhos tão diferentes como roupa, acessórios e ornamentos pessoais, ou até como forma de decoração ou como meio de expressão artística onde adquire o significado de um material ecológico.

» Algumas das características do feltro:

> Mau condutor,

> Isolador, conservador da temperatura e regulador da humidade,

> Abafador do som e da luz,

> Ecológico e renovável,

> Não se suja facilmente pelo que não necessita de grandes processos de limpeza.

Além de todos este dados, características e especificações, esta formação não ficaria completa se não referisse outro aspecto.
> com o feltro tudo é possível,

> as suas possibilidades são ilimitadas,

> com o feltro o único limite é mesmo a IMAGINAÇÃO!

BJKS
LU TORQUATO

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

0 comentários: