Como cobrar os trabalhos

Olá amigas, por falar em artesanato vou tocar num assunto muito importante tanto pra quem está começando a vender seus trabalhos quanto para quem pretende entrar neste mundo criativo e muito lucrativo!

Primeiro passo, se você já realiza uma habilidade manual ótimo, mas se você ainda não sabe bem o que fazer, ai vai uma dica: procure fazer alguns cursos simples, daqueles que você compra o material pra utilizar no curso e sai com a “peça” pronta, dessa forma gasta somente o necessário e aprende os primeiros passos de sua caminhada por, eu espero, muito tempo. O bom desses cursos é que comprando os materiais o curso sai “de graça”. Então procure os cursos que mais se identifica ou tem curiosidade e então procure alguma lojinha de artesanato que dê cursinhos (nada muito extenso, no máximo dois dias ou três).

Agora você já sabe o que vai fazer, e não importa, seja, bordado, tricô ou crochê, quem sabe biscuit ou até mesmo venda de salgados e bolos, toda empresa tem seu fornecedor, e com trabalhos manuais e artesãs não é diferente, é necessário procurar um fornecedor para os materiais, faça orçamentos, anote os valores dos materiais, caso exista frete leve isso em conta também! Sem contar em parcelamentos sem juros em cartão de crédito ou mesmo um pagamento em cheque pré-datado, vale muito a pena, porque você ganha tempo, faz e vende seus materiais e ai já faz um dinheirinho. Muito importante é pensar que embalagens e a apresentação também tem um custo, coloque tudo na planilha com os valores pesquisados.

Por falar em planilha, é importante realizar um planejamento, faça um planejamento abordando:

- que trabalhos vou criar? Faça esboços e procure identificar o material que vai precisar para a criação, isso reduz o risco de comprar materiais que talvez você não venha a utilizar (pense em cores, tamanhos e quantidade).

- como pretendo vende-los? Aqui você tem diversas formas e sua imaginação pode rolar solta, veja amigas que gostam e precisam de uma renda extra, e pague uma porcentagem (mais a frente vamos falar sobre isso). Existem lojas virtuais
gratuitas e você tem também a possibilidade de criar uma lojinha em um blog.

- eu preciso de uma marca? Se você pretende vender seus trabalhos, assine-os ou procure uma forma de identificar seus trabalhos, além de identificar os trabalhos e associá-lo a uma pessoa (você), criando essa marca você dá uma qualidade e personalidade ao seu trabalho. Pense nisto.

Agora que você tem seu negócio todo planejado, a pergunta é: quanto vou cobrar pelo meu trabalho? Lembra da planilha? Volte a ela e coloque, num papel mesmo se for o caso:

Aqui é necessário fazer algumas continhas, e importante é colocar quanto se gastou em cada trabalho, pois dependendo de cada arte, existe um grau de dificuldade e também diferença no valor dos materiais


Use um guia:

- gasto com materiais (é preciso saber quanto você pagou cada item, e quantos itens você usou para fazer a peça)

- tempo gasto para desenvolver o trabalho, quanto tempo foi gasto? (crie uma regra, por ex. você pode calcular um valor base como um salário, imagine um salário de 1000,00 (ou um salário mínimo – pra começar) dividido por 30 dias)
Ex. um dia de trabalho tem 8 horas, num mês serão 240 horas, divida o “salário” 1000,00 por 240 e terá o valor de trabalho por hora 3,70 centavos.

- utilizou energia elétrica (aqui divide-se o valor da conta mensal pelas horas (e tem-se a media do valor gasto a cada hora)
Ex. um mês de trinta dias tem 720 horas, suponha que você gasta 250,00 reais de energia elétrica, divida 250,00 por 720 horas e você terá um valor de 0,34 centavos por hora.

- telefone (olhe sua conta e insira os telefonemas para cada local, cuidado caso trabalhe em casa para não inserir todas as ligações)
Aqui você vai inserir os gastos no mês seguinte quando vier a conta de telefone. Caso possua um local separado de casa inclua todas as ligações.

- papelaria (todos os gastos como: lápis, caneta e papel, etc)

- inclua mais algum gasto que possivelmente você teve, como transporte, refeição, etc.

Agora temos o gasto total para criar a peça:

Digamos que você gastou 8,00 para criar a peça, calcule 30% desse valor, Ex. 8,00 x 30% = 2,40
8,00 + 2,40 = 10,40 valor de revenda.

Revendedores: neste caso você deve combinar o pagamento pelas vendas, em geral paga-se por porcentagem do valor total vendido. Usa-se uma porcentagem de 6 a 10 %, mas tudo isso depende de você, uma forma de incentivar as vendas é oferecer uma peça para a vendedora que atingir um numero x de peças ou valor. Lembre-se de observar as peças que ficam paradas e acabam não sendo vendidas, recicle ou refaça se possível, para não perder os materiais (em bijuterias é possível desmontar e utilizar as peças para um novo trabalho)

Bom agora que estamos falando da melhor parte, que é o seu lucro, devemos lembrar também que é necessário utilizar o dinheiro que entra para adquirir novos materiais e dar rotatividade ao negócio, não se iluda gastando o dinheiro em materiais que vai usar “um dia” e procure também não misturar o dinheiro das vendas com outras entradas, se, por exemplo, você já tiver um emprego fixo, separe o dinheiro para investir e outro para você, você determina o quanto deve separar, o ideal é que você divida em três partes.

Uma parte para você – “salário”
Uma parte para emergências – compra de algum material mais caro ou de um equipamento e quem sabe manutenção de alguma máquina.
Uma parte para giro – compra de materiais – reposição de matéria prima.

E essa dica vale também para a vida! Quando gastamos o dinheiro todo e não temos uma pequena reserva, mesmo que pequena, entramos em desespero diante de algum problema de saúde ou coisa assim não é, mesma coisa é no negócio!

Outra coisa, não se sinta constrangida de começar pequeno, com poucas peças, comece dentro das suas possibilidades, tenha perseverança e garra!

Não esqueça que o acabamento do trabalho é super importante! Dedique e aprimore seus trabalhos! Utilize embalagens bonitas, tenha papeis de presente (cobre uns centavos a mais) e serviços de entrega e cartões, nessa área vale tudo, use sua imaginação inove! Fique de olho nas tendências invista em revistas, observe na TV o que rola em novelas e programas, crie novas possibilidades!

E não esqueça simplicidade é uma grande virtude, somada a amor e dedicação vencem qualquer barreira! Você tem o mundo em suas mãos!

Boa sorte!

Beijos mil

Rafaela Palasio


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Read Comments

0 comentários: